fbpx

Portal Methodus

Principais Dúvidas sobre Amortecedores de Motocicletas

Thiago Bessoni, responsável pelo departamento comercial, divisão 2 Rodas, da Fábrica Nacional de Amortecedores Ltda. (FNA), respondeu algumas das principais dúvidas sobre amortecedores e suspensão de motocicletas.

 
Amortecedor

Conversamos com Thiago Bessoni, responsável pelo departamento comercial, divisão 2 Rodas, da Fábrica Nacional de Amortecedores Ltda. (FNA) e esclarecemos algumas dúvidas importantes sobre amortecedores e suspensão de motocicletas… Confira a entrevista na íntegra!


1) Como o amortecedor com problemas afeta o desempenho e a vida útil da motocicleta?

Uma peça defeituosa tende a sobrecarregar os demais componentes da motocicleta. 

No caso da suspensão, deve afetar diretamente rodas e pneus, causando um desgaste acelerado e acentuado.

Além do desgaste no veículo como um todo, também deve gerar uma dificuldade excessiva ao condutor, podendo afetá-lo com dores nas costas por exemplo, já que o conjunto acaba se tornando muito instável em curvas, lombadas, buracos, etc.


2) Qual a durabilidade do amortecedor na moto?

Não existe um número exato, normalmente o amortecedor precisa ser revisado a cada 10 mil km rodados, porém esse número pode variar de acordo com o terreno em que a motocicleta normalmente roda e até ao peso dos seus condutores, assim, em terrenos esburacados e condutores pesados, ou que costumam andar com caronas, o desgaste deve ocorrer de forma mais rápida.


3) Como identificar a necessidade da troca do amortecedor?

O desgaste do amortecedor pode ser facilmente identificado pelo condutor, ou seja, a motocicleta tende a apresentar instabilidade em curvas ou lombadas, pode apresentar vazamentos de óleo, barulhos ou batidas, muitas vezes até arremessando o piloto para cima, já que não tem pressão para segurar a compressão e o retorno. 

Ao identificar alguns dos problemas acima, a revisão deve ser realizada o mais rápido possível.


4) Como e quando fazer a manutenção do amortecedor? Isso é possível?

Ao apresentar problemas, montadoras e fabricantes indicam a troca total do equipamento, porém, para motos de maior cilindrada, existem no mercado alguns reparadores de suspensão, geralmente disponibilizados por empresas que trabalham com preparação de motocicletas para trilhas, etc.

Outro detalhe importante e que consideramos de suma importância é a regulagem correta do amortecedor, isso deve ser feito pelo mecânico, de acordo com as diferentes regulagens de pressão que os amortecedores dispõem.

Esse ajuste está diretamente ligado ao peso, modo de uso e terreno em que o veículo irá rodar, melhorando bastante a dirigibilidade da motocicleta e gerando maior conforto ao condutor.

amortecedores

5) Qual a incidência de peças falsificadas e de má procedência no mercado hoje em dia? 

Devido ao grande número de marcas desconhecidas disponíveis no mercado nacional e pelo fato de atualmente não termos um controle de qualidade (Inmetro), o consumidor deve se proteger optando por marcas reconhecidas como sinônimo de qualidade e que ofereçam garantia expressa, por escrito.

A FNA, por exemplo, é uma empresa dedicada à parte de suspensão, atuante no mercado desde o ano de 1960, ou seja, possui o conhecimento e a tecnologia necessária para ofertar ao mercado produtos com o mais alto nível de qualidade.

 

6) Qual orientação para que o consumidor não compre esse tipo de peça?

Muitas vezes o consumidor tende a optar pelo produto mais barato, porém, no caso de uma peça tão importante para o funcionamento da motocicleta, muitas vezes o barato pode sair caro. 

Optar por um produto de qualidade reconhecida e que disponha de garantia será sempre a melhor escolha.

 

7) Qual a característica técnica do produto? Suas especificações, o tipo de moto para que é indicado, qual é melhor para quem anda muito com a moto e para quem anda pouco?

Atualmente existem 2 tipos de amortecedores, são eles:

Hidráulicos: como o próprio nome sugere, essa tecnologia funciona através do uso de mola, óleo e ar.

Esse modelo de amortecedor tem o funcionamento simples e geralmente está presentes em motos como Titan 160, YBR, Biz, entre outras.

Outro detalhe é o tipo de suspensão em que a moto é configurada, que pode ser através de sistema de amortecimento central (chamado monoshock), onde cada moto recebe somente um amortecedor na sua parte central; ou o sistema de suspensão bishock, em que a moto recebe dois amortecedores, um em cada lado de sua traseira. 

Pressurizados ou a gás: nas motos de maior cilindrada, ou que exigem um controle maior de sua suspensão, como por exemplo, CB 300, Falcon, CRF 230, podemos ver normalmente amortecedores chamados pressurizados.

O funcionamento desse amortecedor é parecido com o hidráulico, porém ele recebe o reforço do gás nitrogênio no sistema de compressão e retorno, ou seja, o gás nitrogênio proporciona um melhor ajuste e ajuda na dirigibilidade do veículo, muitas vezes tornando a pilotagem mais confortável.

 

8)   Qual recado gostaria de deixar para os leitores e consumidores do mercado de motopeças?

Como recado final, reitero a importância do consumidor optar por marcas confiáveis e que deem o respaldo que um amortecedor exige. 

Como falamos antes, o amortecedor tem papel fundamental na estabilidade do veículo e protege o condutor em diversas situações recorrentes,  como por exemplo na absorção das irregularidades das vias onde a motocicleta transita.

Minha recomendação é que você opte por um parceiro confiável que conheça o produto que comercializa e possua reconhecimento no mercado, como a FNA.

 

Conclusão

Nesta entrevista, Thiago esclareceu muitos aspectos importantes sobre funcionamento, durabilidade e qualidade de amortecedores e suspensão de motocicletas.

Outro ponto relevante destacado diz respeito ao cuidado que o consumidor deve ter na hora da escolha do amortecedor para sua moto, tendo em vista que a opção por uma peça de qualidade inferior pode representar um maior risco de danos ao veículo e até mesmo para a segurança do piloto. 

Lojistas de motopeças, por sua vez, devem buscar fabricantes de alta confiabilidade e credibilidade no mercado para fornecimento dos amortecedores que disponibilizam em seus estabelecimentos, garantindo, assim, um alto nível de qualidade em seu mix de produtos, o que resulta na fidelização de clientes. 

E você? Teve suas principais dúvidas sobre amortecedores resolvidas neste artigo? Caso necessite de maiores informações ou esclarecimentos, deixe seu comentário abaixo ou nos envie uma mensagem, teremos muito prazer em ajudá-lo.

Não se esqueça de compartilhar este artigo em suas redes sociais e deixar sua opinião. Continue navegando pelo Portal Methodus para ver muito mais conteúdos sobre o Mundo das Motopeças.

Até a próxima!

 

compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Veja também:

WhatsApp