fbpx

Portal Methodus

O que Considerar na Hora de Precificar Produtos?

Descubra como evitar o prejuízo na hora de precificar as peças da sua loja ou distribuidora.

Como precificar produtos

Você tem seu negócio de venda e distribuição de motopeças, mas sente que pode estar perdendo dinheiro toda vez que faz uma venda?

Nesse guia rápido, você vai aprender a evitar o prejuízo na hora de precificar as peças da sua loja ou distribuidora.

Você que tem o próprio negócio deve tomar cuidado para que, no fim do mês, o seu retorno financeiro não seja diminuído por taxas desnecessárias, inadimplência, contratos de fornecimento mal negociados, ou, principalmente, preços errados.

Por mais que você já tenha experiência de anos no ramo, ou precise manter a concorrência para segurar as vendas, dizendo que “o preço é tabelado”, leia as dicas abaixo e descubra o que você deve levar em conta para calcular corretamente o preço dos seus produtos.

Antes de avaliar qual é o Mark Up ideal para aplicar em cada linha de produtos, é fundamental entender o conceito de ponto de equilíbrio para o seu negócio. 

Em uma linguagem muito simples, é o nível de faturamento desejável para permitir que todas as despesas fixas e variáveis sejam pagas, bem como seu objetivo de retirada como pro labore

A partir desse ponto, sua margem de lucro aumenta e sua empresa consegue fazer os investimentos necessários para o crescimento.


1. Custos Fixos

Todo negócio tem custos fixos. São aqueles custos frequentes e contínuos, como aluguel, folha de pagamento, energia e telefone por exemplo. A venda das motopeças na sua loja deve suprir o pagamento dessas despesas.

Primeiro, identifique seus custos fixos. Dessa forma você sabe qual valor precisa entrar na sua empresa para manter esses custos.

E aqui vai o principal alerta para administrar seu negócio: O que entra no caixa da empresa, ou seja, sua receita, não é sua disponibilidade para pagar as despesas, pois o custo das mercadorias deve ser abatido para cálculo de sua margem;

Como diz a sabedoria popular: “apurado não é lucro”. Por isso, é importante ter um registro de tudo o que está sendo vendido para verificar o resultado, segundo a equação: 

[ Valor total de venda (-) Valor total de custo das mercadorias ]

Essa será sua margem de contribuição. Esse valor é o que existe disponível para pagar suas despesas.

2. Preço de Compra das Motopeças

Cada peça ou produto que você compra, tem um valor. 

Ter estoque exige pagar boletos, não é mesmo?

A segunda dica aqui é: 

Saiba quanto cada peça custa para você. Como dissemos acima, esse valor deve ser subtraído do seu valor de vendas, pois é para pagamento de fornecedores. Afinal de contas, você precisará repor seus estoques.

Se você compra uma bateria por R$200,00 e vende a R$250,00, significa que apenas R$50,00 vão ser utilizados para pagar custos fixos e variáveis, e contabilizados no seu lucro.

3. Custos Variáveis

Custos variáveis são custos que variam de acordo com o número de vendas, basicamente quanto mais você vende, mais custos tem. 

Exemplos de custos variáveis são: comissões para vendedores, frete sobre vendas, despesas de remessas, despesas de cobranças e impostos.

Aqui, é importante considerar quanto precisa gastar para atender os pedidos em cada canal de vendas (balcão, e-comerce, atacado).

Em caso de estudar a abertura de novos canais de venda, é importante avaliar os investimentos necessários para estudo de viabilidade. Considere o custo extra por vender, como por exemplo, ter que comprar mais prateleiras e contratar mais funcionários.

Não vale a pena aumentar em R$ 1.000,00 seus custos para vender mais R$ 900,00 em motopeças!

 

4. Margem de Lucro para Motopeças

Existem 3 tipos de margem de lucro:

Desejada: é aquela que você quer ganhar. Aqui as pessoas podem exagerar e perder vendas. Colocam margens exorbitantes e perdem clientes. 

O mesmo pode acontecer de forma inversa. Certas pessoas compram por status e podem não comprar o seu produto justamente por estar “barato demais”. Conheça seu cliente e as práticas da sua região para evitar erros.

Lucro Estipulado pelo Mercado: é aquele obtido quando você olha para seu “concorrente”, querendo entender o lucro dele.  

Não se preocupe com isso, ele pode estar tendo prejuízos, sonegando impostos, faturando em outros pontos e outra infinidade de coisas que você não tem como saber. Tentar precificar somente pelo mercado pode ser um erro fatal.

• Lucro Fixado: por fim, é aquele baseado em tabelas, como ocorre no mercado de revenda de produtos de marcas famosas no mercado, por exemplo.

Se as margens praticadas pelo mercado não são compatíveis com o tamanho da sua empresa, existem algumas soluções, como buscar diferenciações no atendimento que agreguem valor para o cliente.

 

5. Ponto de Equilíbrio de uma Distribuidora de Motopeças

Como falamos na abertura, uma vez conhecendo seus custos fixos e variáveis, agora você consegue calcular seu lucro. Portanto, para saber seu ponto de equilíbrio, terá que responder a essa questão:

Quanto eu preciso vender para cobrir todas as minhas despesas? 

Para chegar nessa informação, você precisa calcular uma média de vendas mensais e comparar com todos os gastos. 

Sobrou alguma coisa? Se não, você precisa cortar gastos, precificar corretamente e vender mais. 

Mas tome cuidado, pois esse último ponto pode aumentar seus gastos na mesma proporção, conforme citamos acima.

 

Quer saber mais?

Se gostou dessas dicas e gostaria de saber como pode melhorar e investir no crescimento da sua Loja ou Distribuidora de Motopeças, fique atento ao nosso conteúdo. Continue navegando pelo nosso Portal para mais informações e notícias do setor de motopeças, deixe seu comentário e acompanhe nossas redes sociais.

A Methodus Consultoria possui especialistas para ajudá-lo a estruturar seu negócio, elaborando um diagnóstico completo sobre a saúde da sua empresa, orientando na implantação de processos, ferramentas e estratégias para um crescimento sustentável e para que você obtenha cada vez mais lucro.

Somos focados no segmento de Motopeças, entendemos as práticas e principais dificuldades do setor. Isso nos permite atuar com agilidade e precisão na busca por soluções personalizadas para nossos clientes. Com base nisso, desenvolvemos o Sistema CRESCER de consultoria para negócios de motopeças.

Ficou interessado? Entre em contato com nossos consultores e conheça a melhor opção para o crescimento do seu negócio.

 

 

compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Veja também: