fbpx

Portal Methodus

Tecnologia AGM garante maior eficiência em baterias de motos

Descubra como funciona essa inovação, que também oferece mais segurança aos motociclistas.

Aperte o play para ouvir o artigo:

As baterias não são todas iguais. Esses produtos possuem diferentes tipos de tecnologias, que mudam dependendo da aplicação. 

Especificamente para motocicletas, a melhor opção é a AGM, que leva mais potência e segurança aos motociclistas. Descubra como essa tecnologia funciona. 

A sigla AGM vem do inglês Absorbent Glass Mat, em português Manta de Vidro Absorvido. Isso significa que dentro da caixa da bateria existem mantas de lã de vidro que servem para absorver a substância aquosa ali presente. 

Nos outros tipos de acumuladores de energia, como os convencionais (SLI) e EFB, as placas de chumbo são mergulhadas numa solução ácida. 

Além disso, as baterias AGM são reguladas por válvulas e possuem caixa reforçada. 

Esta combinação faz com que elas tenham energia para mais partidas, sejam mais resistentes à corrosão e à vibração, além de mais seguras, por evitar o manuseio e um possível vazamento de ácido. 

Dessa forma, esse tipo de bateria é indicado para utilização em todos os modelos de motocicletas. 

Porém, para veículos de duas rodas mais robustos e com componentes mais sofisticados, como turbo eletrônico e freio regenerativo, ela é imprescindível, para poder suportar as altas cargas de energia.

Fabricadas no Brasil

A Heliar, marca líder nas montadoras, oferece aos motociclistas as tecnologias mais avançadas do mundo. 

Todos os produtos para motos da marca possuem a tecnologia AGM, que a Clarios, fabricante da marca, aplica em suas soluções de armazenamento de energia produzidas globalmente há cerca de 20 anos.

Utilizando essa inovação nas linhas Extreme e Power Sports, a Heliar oferece como benefício até um ano de garantia em seus produtos. 

A marca lidera a produção das principais montadoras de motocicletas do País, sendo original de fábrica em 9 de cada 10 motos produzidas. 

As baterias são todas fabricadas no Brasil na maior fábrica do setor da América Latina, localizada em Sorocaba (SP). 

Além de baterias para motocicletas, a Clarios produz também para automóveis, veículos pesados (caminhões e ônibus) e uma linha completa de baterias estacionárias. 

A fábrica possui 1,2 mil funcionários e capacidade de produção de 10 milhões de acumuladores de energia por ano. 

A empresa investe constantemente em novas tecnologias, por isso possui a fábrica do setor de baterias mais automatizada do Brasil. 

Em 2019, investiu R$ 12 milhões na instalação de robôs nas linhas de produção, totalizando 17 dispositivos para auxiliar em processos de paletização, alimentação de linhas de produção, injeção de componentes plásticos, entre outros.

Sustentabilidade

As questões ambientais e de sustentabilidade são prioridades da Clarios.

A empresa trabalha com chumbo 100% reciclado, vindo de recicladoras devidamente registradas e com certificação ambiental. 

Além disso, a Clarios tem um programa de logística reversa, que garante a reciclagem das baterias produzidas pela empresa. 

Globalmente, a multinacional recicla 98% do volume que produz. Os outros 2% são de produtos que o mercado não consegue retornar à empresa.

No Brasil o programa garante a reciclagem de uma bateria esgotada para cada novo produto fabricado. 

Desde que foi iniciado em 2004, o programa já garantiu que mais de 25 milhões de baterias fossem recicladas.

 

Para saber mais, acesse: www.heliar.com.br.

compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Veja também: