fbpx

Portal Methodus

O que é o controle de estoques e por que é tão importante para sua empresa?

O que é o controle de estoques e por que é tão importante para sua empresa?

Entenda como o controle de estoques pode aumentar sua lucratividade e melhorar a saúde financeira de sua empresa.

Nos trabalhos de Consultoria, ainda na fase de diagnóstico empresarial, um dos principais tópicos que avaliamos é a “saúde” do estoque da empresa considerando os seguintes aspectos:

1. Qualidade dos registros de entradas e saídas – uso efetivo do Sistema ERP

2. Giro de estoques – compatibilidade dos níveis de estoque / reposição e médias de vendas

3. Valor geral dos estoques x faturamento

4. Curva ABC de estoque e critérios de reposição (algoritmos de compras)

5. Estoque de produtos sem movimentação

Com base nessas informações, conseguimos identificar a causa-raiz de muitos problemas enfrentados pela empresa:

Problemas de fluxo de caixa

Falta de capital de giro

Deficiência no atendimento de pedidos pela falta de mercadorias

Problemas de limitações no espaço físico

Erros de inventário

Falta de confiança nas equipes de movimentação interna


Para ter uma ideia da quantidade de processos que envolvem decisões estratégicas com base nas informações de estoque, veja a imagem abaixo:

Não importa o tamanho do negócio ou o nível de faturamento, o que temos observado é uma falta de atenção para controlar o principal patrimônio da empresa: o estoque.

O crescimento rápido das lojas, evoluindo muitas vezes de um processo de informalidade e poucos itens para uma movimentação cada vez maior, causa um descompasso entre o operacional e os controles de sistema.

Nessa transição, normalmente com a implantação de sistemas ERP, existe uma relutância em fazer inventários, implantando o sistema apenas para registrar movimentações.

É extremamente importante fazer a contagem de estoques e ajuste de inventários no sistema, criando em seguida regras rígidas de movimentação (entradas e saídas). 

Esse marco zero, migrando todas as informações para a base de dados, transforma a cultura da empresa para que todos valorizem a organização, o cadastro de produtos, o endereçamento dos itens (localização) e principalmente o controle de custos e preços de vendas.

Em empresas com 10 a 15 mil itens é impossível depender de controles em fichas, planilhas ou nos piores casos, da cabeça do dono ou dos funcionários. 

Os problemas irão aparecer cedo ou tarde e muitas vezes colocando a empresa em risco de falência.

Agora que você já entendeu a importância de um controle de estoques bem feito, listamos abaixo algumas recomendações básicas para te ajudar nesse processo:

1. Utilize um Sistema ERP que realmente seja compatível com o tamanho de seu negócio (custo de sistema não é “despesa”, é o melhor investimento que você pode fazer em sua empresa).

2. A implantação é o melhor momento para ajustar informações gerais de cadastro, marcas, especificações e parametrizações de custos, impostos e margens.

3. Faça um inventário rigoroso, estruturando seu estoque com endereçamento de ruas e prateleiras. Isso facilitará a separação de pedidos e atendimento aos clientes, bem como irá tirar a dependência de funcionários que se impõe ao negócio dominarem a localização das peças.

4. Realize suas compras de reposição de estoques com base em relatórios do sistema comparando giro (vendas) e as faltas.

5. Tenha uma atenção muito especial para itens sem movimentação, pois o dinheiro parado referente a esses itens pode fazer falta em seu fluxo de caixa. Identifique os itens e faça promoções.

6. Organize sua exposição de produtos de acordo com cada família de materiais, lembrando que acessórios e marcas premium precisam estar ao alcance dos clientes.

7. Se sua empresa possui um setor de serviços e aplica peças do estoque, considere todo o controle de uso dessas peças através de requisições e vínculo com as ordens de serviços. Dessa forma, você terá um controle de suas vendas através desse setor, ponderando os custos e a viabilidade da área.

Atenção: adiar essas ações somente irá aumentar seus problemas e dificultar a transição para transformar sua empresa em um negócio com organização e controle.

Dois ou três dias são suficientes para implementar essas mudanças, e isso pode ser determinante para a sobrevivência da empresa. 

A Methodus Consultoria tem uma equipe de profissionais capacitados, que podem orientar essa transformação. Consulte nossos especialistas.

 

Venda de scooters pela internet cresce 16% em 2021; veja os mais vendidos

Venda de scooters pela internet cresce 16% em 2021

nmax 160 - Renato Durães/Infomoto - Renato Durães/Infomotofonte:https://www.uol.com.br/carros/colunas/infomoto/2021/08/08/venda-de-scooters-pela-internet-cresce-16-em-2021-veja-os-mais-vendidos.html

Basta rodar em qualquer cidade grande ou média do Brasil, para notar o aumento das scooters nas ruas. Fáceis de pilotar em função do câmbio automático CVT, econômicos e acessíveis, esses veículos têm conquistado cada vez mais adeptos. No 1º semestre deste ano, a venda de scooters usados pela internet registrou crescimento de 16% em comparação ao mesmo período do ano passado. Os dados são de um levantamento da OLX, uma das maiores plataformas online de compra e venda de veículos do Brasil

“Percebemos que alguns fatores motivaram o aumento nas vendas de scooters neste ano, como, por exemplo, o incremento de profissionais de motofrete durante a pandemia; ter um meio de locomoção mais rápido e seguro para evitar as aglomerações no transporte público; e, também, o encarecimento do preço dos combustíveis, que impulsionam a migração para veículos mais econômicos “, explica Flávio Passos, vice-presidente de Autos e Comercial da OLX. Modelos mais vendidos Repetindo o que acontece no ranking dos modelos novos, na plataforma de usados a Honda PCX lidera.

O modelo de 150 cc corresponde a 19% das scooters vendidas na OLX entre janeiro e junho deste ano. O motor de 150 cc também é o preferido dos internautas com 47% de participação. A Yamaha NMax 160 é a segunda scooter mais bem posicionada no ranking de participação em vendas e também ocupa a segunda posição da lista dos modelos com maior crescimento em vendas do semestre, com 65%

Honda Elite 125 - Divulgação - Divulgação

Mas quando o assunto é crescimento em vendas, outro modelo Honda é o campeão: a Elite 125 conquistou o maior crescimento em vendas de janeiro a junho, com incríveis 122% de alta. Confira abaixo as cinco scooters mais vendidas na plataforma no 1º semestre deste ano – e o percentual de crescimento nas vendas em comparação ao mesmo período de 2020

Modelo – % participação – % crescimento

Honda PCX – 19% – 16%
Yamaha NMax – 6% – 65%
Suzuki Burgman – 5% – 8%
Yamaha Neo – 5% – 13%
Honda Lead – 4% – 13%

O Setor de Motopeças, em todos os estados, tem despertado o interesse de investidores e motivando os empresários que já atuam na área a investir em ampliação, renovação de estoques e expansão de suas atividades.  Acreditamos que esse é um momento de empresas e profissionais buscarem melhorias em seus processos de gestão.  Por isso lançamos em março o 1º curso exclusivamente voltado para Lojas e Distribuidores de Motopeças.  O Curso on-line GT2R – Gestão Turbo 2 Rodas, oferece uma consultoria para implantar as melhores práticas de gerenciamento e controle para empresas do setor.

Conheça melhor o treinamento que está transformando a vida de Empresários no setor de Motopeças! Acesse agora:  www.gt2r.com.br

Assista abaixo o vídeo com a análise completa dos indicadoresde crescimento do mercado em geral:

Venda de motos cresce 45% em 2021

Venda de motos cresce 45% em 2021

Indicadores do mercado de motos 2019 – 2020 – 2021.

Publicamos recentemente em nosso canal do Youtube um vídeo com uma análise completa de indicadores de produção e frota de motos com a evolução de 2019, 2020 e 2021. 

Entenda como a Pandemia afetou os resultados do setor. 

Na publicação desse vídeo recebemos o resultado do mês de junho fechando esse primeiro semestre de 2021 com 568.863 motos produzidas no Brasil contra 392.217 no mesmo período do ano passado. 


Observa-se um aumento de 45% sobre 2020, quando tivemos os meses de abril e maio praticamente sem produção. 

Se compararmos com a produção de 2019 (534.100 motos) estamos com um crescimento de 6,5%

Números animadores para o setor que ainda não conseguiu normalizar o atendimento da demanda reprimida. A falta de moto 0 Km movimenta a venda de motos usadas e consequentemente o de motopeças e serviços. 

Da mesma forma essas informações garantem a boa fase que vivemos no segmento de reposição de peças e acessórios. 

Além dessas informações trazemos atualizações nos seguintes indicadores:

  • Produção de motos histórico 10 anos;
  • Segmentação por faixa de potência (CC);
  • Frota nacional de motocicletas;
  • Estudo de potencial do mercado considerando habilitações categoria “A”;
  • Desafios de gestão para as empresas do Setor;
  • E …muito mais !
O Setor de Motopeças, em todos os estados, tem despertado o interesse de investidores e motivando os empresários que já atuam na área a investir em ampliação, renovação de estoques e expansão de suas atividades. 
 
Acreditamos que esse é um momento de empresas e profissionais buscarem melhorias em seus processos de gestão. 
 
Por isso lançamos em março o 1º curso exclusivamente voltado para Lojas e Distribuidores de Motopeças
 
O Curso on-line GT2R – Gestão Turbo 2 Rodas, oferece uma consultoria para implantar as melhores práticas de gerenciamento e controle para empresas do setor. 
 

Conheça melhor o treinamento que está transformando a vida de Empresários no setor de Motopeças! Acesse agora:  www.gt2r.com.br

 

 

Assista abaixo o vídeo com a análise completa dos indicadores:

Frota de Motos por Região e Estados

frota de motos

Frota de Motos por Região e Estados

Fonte: DENATRAN – Base fev-2020

frota de motos por região

A frota de Motos já representa hoje cerca de 27% da frota total de veículos motores do Brasil. Conhecer o potencial de vendas em sua região ou estado de atuação é fundamental para avaliar o tamanho do mercado e sua participação.

Essa informação pode ser analisada a nível municipal, para se obter dados precisos sobre seus resultados e definir estratégias de crescimento, direcionando o trabalho da equipe de vendas, ajustando logística de entrega, entre outras ações.

Com a criação de indicadores adequados, sua empresa pode concentrar melhor os recursos para o máximo de resultados.

Confira abaixo os gráficos de frotas de motos por Regiões, com dados de cada Estado.

Região Norte

Frota de motos região norte

Região Nordeste

frota de motos região nordeste

Região Sul

Frota de motos região sul

Região Sudeste

frota de motos região sudeste